Nós elaboramos Plano de Gerenciamento de Resíduos Serviços de Saúde para o licenciamento ambiental de sua atividade na área de saúde. Contate-nos sem compromisso.

Elaboramos seu PGRSS, em Manaus AM

Birding Soluções Ambientais sediada em Manaus AM, presta serviço de assessoria e consultoria ambiental na elaboração do Plano de Gerenciamento dos Resíduos dos Serviços de Saúde, o PGRSS. Ele é requerido pelo órgão ambiental licenciador das atividades que geram resíduos provenientes das atividades de saúde, os quais causam impactos à saúde humana, animal e ao meio ambiente, e sem ele, a empresa fica impedida de atuar no mercado. É o documento que aponta e descreve todas as ações relativas ao gerenciamento dos resíduos de serviços de saúde, observadas suas características e riscos, contemplando os aspectos referentes à geração, identificação, segregação, acondicionamento, coleta, armazenamento, transporte, destinação e disposição final ambientalmente adequada, bem como as ações de proteção à saúde pública, do trabalhador e do meio ambiente.

Qual é a importância do PGRSS?

A importância do PGRSS, reside no fato de que ele é documento que descreve um conjunto de procedimentos que devem ser adotados pelos estabelecimentos médico hospitalares com o objetivo de diminuir ou eliminar a produção de resíduos e proporcionar aos resíduos gerados um encaminhamento seguro de forma eficiente, visando a proteção dos trabalhadores e a preservação da saúde pública e do meio ambiente. A ideia da implantação do PGRSS na unidade de saúde ou clínica, é que todos os colaboradores envolvidos dos diversos setores, cumpram efetivamente os procedimentos de coleta, acondicionamento, transporte e descarte, de acordo com a legislação vigente. Além disso, o volume e a identificação de cada resíduo gerado, seja diariamente registrado e computado o volume, de tal sorte que a unidade ao final de 12 meses tenha os dados dos tipos de resíduos gerados e o volume, entre outras informações que são requeridas que sejam repassadas anualmente ao órgão licenciador.

Quem precisa ter um Plano de Gerenciamento de Resíduos Serviços de Saúde?

O Plano de Gerenciamento dos Resíduos dos Serviços de Saúde – PGRSS é requerido e é obrigatório a todo gerador de resíduos de serviços de saúde: hospitais, clínicas, unidades de saúde, serviços que prestam assistência à saúde humana ou animal, incluindo os prestadores de programas de assistência domiciliar (hospitais, clínicas, serviços ambulatoriais de atendimento médico e odontológico, serviços veterinários). Serviços de ensino e pesquisa na área de saúde; serviços de acupuntura e de tatuagem; serviços de atendimento radiológico, de radioterapia, de medicina nuclear e de tratamento quimioterápico; serviços de hemoterapia e unidades de produção de hemoderivados; laboratórios de análises clínicas e de anatomia patológica; necrotérios e serviços que realizam atividades de embalsamamento e de medicina legal; drogarias, farmácias, inclusive as de manipulação; unidades de controle de zoonoses; indústrias farmacêuticas e bioquímicas; unidades móveis de atendimento à saúde; e demais serviços relacionados ao atendimento à saúde, que gerem resíduos perigosos, dentre outros estabelecimentos que prestam serviços semelhantes a estes, conforme a NBR 12.808.

Quais são as normas que regulamentam o PGRSS?

Existem várias normas já publicadas que regulamentam a elaboração de um PGRSS, as quais são citadas: Resolução CONAMA nº 358/2005, pela RDC No. 222/2018 (que revogou a RDC nº 306/2004), e deve ser harmonizar com as normas federais do CONAMA, da ANVISA e com as normas técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. Os responsáveis pelo PGRSS deverão disponibilizar ao órgão municipal competente informações completas e atualizadas sobre sua implementação e operacionalização. Devem ser observadas as regulamentações do SISNAMA, bem como às demais autoridades competentes e o plano deve ser atualizado com periodicidade anual. Somente profissionais treinados. habilitados podem elaborar o Plano de Gerenciamento de Resíduos dos Serviços de Saúde, pois ele precisa atender a todas as demandas requeridas pelo órgão ambiental licenciador, por isso, para a sua elaboração, em geral, o órgão licenciador entrega um documento com as diretrizes ou o Termo de Referência do Programa, para que a equipe que for elaborá-lo, faça-o conforme este documento, uma vez que ele precisa atender as normas que regulamentam o PGRSS, havendo várias normas já publicadas. Entretanto, o órgão licenciador em seu termo de referência, deverá mencionar quais as normas deverão ser seguidas em sua elaboração.

Se seu empreendimento precisa elaborar um PGRSS por equipe capacitada, nossa equipe sediada em Manaus, no Amazonas, está disponível para elaborar o seu Plano de Gerenciamento dos Resíduos dos Serviços de Saúde. Por favor, entre em contato conosco através do site.

Seu empreendimento na área de saúde precisa ser licenciado no órgão ambiental e precisa de um PGRSS? Contate-nos sem compromisso.